26 março 2009

Zé Nogueira - Disfarça e Chora (1995)

Capa do disco
Clique aqui para baixar o disco/Download the album - RapidShare

........................................................

Zé NogueiraZé Nogueira é constantemente citado como o único brasileiro que toca exclusivamente o sax soprano. Mas domina também teclado e flauta, que começou estudando aos 15 anos. Passou pelos bancos do Conservatório Brasileiro de Música, da Escola Nacional de Música da UFRJ e da Berklee College of Music, em Boston (EUA). Estreou em 1975, tocando sax na peça "Gota d’Água", de Chico Buarque. Posteriormente, participou da "Ópera do Malandro" e de "Rei de Ramos".

Durante anos, tocou em discos e shows de figuras do primeiro time da música brasileira e também fez parte da Banda Zil — com quem gravou um disco — e da Usina. Como produtor musical, esteve à frente de trabalhos de Djavan, Victor Biglione, Leny Andrade e Ney Matogrosso. Participou de festivais em Varadero (Cuba), Montreux (Suíça), Nova York e Japão. Com 20 anos de carreira, gravou o primeiro solo, "Disfarça e Chora", em 1995, um painel do sopro brasileiro, pelo qual foi indicado ao Prêmio Sharp como Melhor Álbum Instrumental. Neste disco, o instrumentista passeia pela música brasileira, desde Cartola, Severino Araújo e Moacir Santos a Guinga e Edu Lobo.

No Free Jazz Festival de 1996, apresentou uma seleção de chorinhos e sambas acompanhado por Leandro Braga, Ricardo Silveira, Zeca Assumpção e Marcos Suzano, confirmando a boa impressão que deixou quando lançou o disco. Nos bastidores do festival, participou durante anos como assessor artístico.

Fez uma incursão pelo cinema. Com Victor Biglione compôs a trilha de "Faca de Dois Gumes" e produziu a trilha composta por Cristóvão Bastos para "Mauá, o Imperador e o Rei".

Extraído do site CliqueMusic

************************

Zé NogueiraHaving studied at the State University of Rio de Janeiro and at the Berklee College of Music, Zé Nogueira, one of the leading Brazilian instrumental musicians, started in 1975 as a saxophonist in the play Gota d'Água (Chico Buarque), having participated later in Buarque's Ópera do Malandro and Rei de Ramos.

As a sideman Nogueira performed with the top artists of Brazilian music, having being a member of the Banda Zil. His experience in international festivals include Varadero (Cuba), Montreux (Switzerland), New York and Japan. His first solo album came in 1995, when he had already 20 years of career, Disfarça e Chora, having being nominated for the Sharp prize as Best Instrumental Album. In the next year he was one of the attractions of the Free Jazz Festival.

Nogueira also co-wrote (with Victor Biglione) the soundtrack of Faca de Dois Gumes, and in 2001 he had a noted participation in Ouro Negro, a tribute to Moacir Santos.

Alvaro Neder - extracted from All Music Guide

2 comentários:

mvcosta disse...

Zé Nogueira - "Disfarça e Chora" (1995 - MP,B / Warner Music)

1. Chorinho pra Você
(Severino Araújo)
Zé Nogueira: sax soprano
Cristóvão Bastos: piano
Ricardo Silveira: guitarra
Bororó: baixo
Marçal: surdo e ganzá
Marcos Suzano: pandeiro
arranjo: Cristóvão Bastos

2. Sonoroso
(K-Ximbinho)
Zé Nogueira: sax soprano
Marco Pereira: violão
Luciana Rabello: cavaquinho
Marcos Suzano: pandeiro
Vittor Santos: trombone
arranjo: Marco Pereira

3. Senhorinha
(Guinga / Paulo César Pinheiro)
Zé Nogueira: sax soprano
Leandro Braga : Piano
Marco Pereira: violão
Omar Cavalheiro: contrabaixo
Andréa Ernest Dias: flauta e flauta sol
Cia das Cordas
arranjo: Leandro Braga

4. Amphibious
(Moacir Santos / Assis)
Zé Nogueira: sax soprano
Cristóvão Bastos: piano
Ricardo Silveira: guitarra
Bororó: baixo
Marçal: percussão
Leo Gandelman: sax barítono
arranjo: Cristóvão Bastos

5. Minhas Madrugadas
(Candeia / Paulinho da Viola)
Zé Nogueira: sax soprano
Cristóvão Bastos: piano
Maurício Carrilho: violão
Bororó: baixo
Luciana Rabello: cavaquinho
Marçal: surdo
Marcos Suzano: pandeiro
arranjo: Cristóvão Bastos

6. Dracenas
(Cristóvão Bastos)
Zé Nogueira: sax soprano
Cristóvão Bastos: piano
Omar Cavalheiro: contrabaixo
Cia das Cordas
arranjo: Cristóvão Bastos

7. Sarau para Radamés
(Paulinho da Viola)
Zé Nogueira: sax soprano
Cristóvão Bastos: piano
Maurício Carrilho: violão
Bororó: baixo
Luciana Rabello: cavaquinho
Marcos Suzano: pandeiro
Paulo Sérgio Santos: clarone e clarinete
arranjo: Cristóvão Bastos

8. Futuramente
(Guinga / Aldir Blanc)
Zé Nogueira: sax soprano
Victor Biglione: violão e guitarra
arranjo: Victor Biglione

9. Madrinha
(Leandro Braga)
Zé Nogueira: sax soprano
Leandro Braga: piano
arranjo: Leandro Braga

10. Nostalgia
(Jacob do Bandolim)
Zé Nogueira: sax soprano
Maurício Carrilho: violão e violão sete-cordas
Pedro Amorim: violão tenor
Luciana Rabello: cavaquinho
Marçal: percussão
arranjo: Maurício Carrilho

11. Anon
(Moacir Santos)
Zé Nogueira: sax soprano
Leandro Braga: piano
Maurício Carrilho: violão
Bororó: baixo
Victor Biglione: guitarra
Marçal: percussão
arranjo: Leandro Braga

12. Beatriz
(Edu Lobo / Chico Buarque)
Zé Nogueira: sax soprano
Cristóvão Bastos: piano
Omar Cavalheiro: contrabaixo
Cia das Cordas
arranjo: Cristóvão Bastos

13. Disfarça e Chora
(Cartola / Dalmo Castelli)
Zé Nogueira: sax soprano
Leandro Braga: piano
Maurício Carrilho: violão
Bororó: baixo
Victor Biglione: guitarra
Marçal: surdo, tamborim, ganzá e tan-tan
arranjo: Leandro Braga


Cia das Cordas:
José Alves: violino
Glauco Fernandes: violino
Walter Hack: violino
Léo Ortiz: violino
Sonia Nogueira: violino
Luis C. Marques: violino
Eduardo Pereira: viola
Jairo Diniz: viola
Henrique Drach: cello
Iura Ranevsky: cello

Direção musical: Iura Ranevsky

Produzido por Zé Nogueira
Coordenação de produção: João Mário Linhares
Gravado e mixado por Eduardo Chermont
Masterizado por Zé Nogueira e Eduardo Chermont
Assistentes de estúdio: Magro, Guto, Delanir, Tico e Kulps
Assistente de produção: Kathleen Saboya

Gravado e mixado no Estúdio Cia. dos Técnicos, entre agosto e setembro de 1995, RJ

Capa: Pós Imagem Design (Ricardo Leite, Rafael Ayres, Patrícia Chueke, Fabiana Prado e André Rola)
Fotos: José Guerra (p/b) e Ziza Barroso (cor)

ADEMAR AMANCIO disse...

Este é o sgundo blog que eu visito e leio literalmente tudo,o primeiro foi "365 canções"de Leonardo davino,também muito bom.

Clicky Web Analytics