11 dezembro 2006

Duofel - Duofel (1993)

Capa do disco
Clique aqui para baixar o disco/Download the album - Badongo
ou / or
Clique aqui para baixar o disco/Download the album - RapidShare

Post anterior do Duofel / Past post on Duofel:
Kids of Brazil (1996)
........................................................

DuofelNo carnaval de 93, entramos no estúdio Camerati para gravarmos o nosso segundo CD.

No primeiro dia de gravação tivemos a presença do grande amigo Oswaldinho do Acordeon para juntos tocarmos "Lamento Noturno", nossa primeira composição; a simplicidade e maestria do grande músico nos brindou com notas longas e melodiosas dando um toque brejeiro à música. Edu Helou trouxe seus teclados para participar de três músicas, "Visitando Villa", uma homenagem a Villa-Lobos, "Diálogo", nossa segunda composição e "Do Outro Lado do Oceano". Essas duas últimas concorreram ao "Prêmio Sharp de Música", em 94 na categoria "Melhor Música Instrumental", tendo como vencedora "Do Outro Lado do Oceano". O CD recebeu 5 indicações concorrendo também como "Melhor CD Instrumental". O baterista Duda Neves, amigo de estrada participou com a programação de bateria eletrônica em "Visitando Villa" e "Em Cima da Hora", do mestre Hermeto Pascoal, que foi composta especialmente para o duo e recebeu este nome, pois, foi composta quando já terminávamos as gravações e sem dúvida deu um trabalho danado para aprender e para gravar. Pela primeira vez nos colocamos como intérpretes e criamos arranjos personalizados para "Palhaço", de Egberto Gismonti, "Disparada", de Geraldo Vandré e Theo de Barros, "Tropicália", de Caetano Veloso e "Urubu Malandro", de Lourival Carvalho.

Extraído do site do Duofel

************************

DuofelThe Duofel was formed in 1977 by the instrumentalists/composers Fernando Melo and Luiz Bueno. Self-taught musicians, they became acquainted with each other in the city of São Paulo in that year, when they were playing in the prog rock band Boissucanga. Having formed the duo, they departed immediately for a trip through Pernambuco, Paraíba, and Alagoas, playing in fairs and on streets, and absorbing the folkloric and rhythmic material of Northeastern Brazil. Returning to São Paulo in 1978, they began to backup singers like Chico de Abreu and Tato Fischer, who introduced them to the singer Tetê Espíndola, with whom the Duofel really started as a professional act. In 1985, the duo participated in the Festival dos Festivais, writing the arrangement and backing Espíndola on the song "Escrito Nas Estrelas," which won the festival. Their partnership with Espíndola lasted for seven years.

In 1987, the duo launched their first album, the independently released Duofel Disco Mix, in the same year in which they won the Festival of Instrumental Music of Avaré, São Paulo. In 1989, a series of shows with Espíndola and Arrigo Barnabé in Belgium (Brussels Jazz Festival) and France yielded an invitation by the producer Rainer Skibb for the recording of the album, As Cores do Brasil, released in Europe in the next year. In 1993, touring Europe again, they met Sebastião Tapajós, with whom they performed in the Brazilian Guitar Night in Germany, Austria, Belgium, and Liechtenstein. Upon their return to Brazil, the duo recorded their third album, Duofel, that received five nominations for the Sharp Prize and actually won the Sharp Prize for the best instrumental song, "Do Outro lado do Oceano." Also in 1993, they opened for Hermeto Pascoal. Pascoal liked their sound so much that he invited the duo to play with him until the end of the tour. In 1994, the live album Espelho das Águas/Ao Vivo marked their collaboration with the Indian percussionist Badal Roy (who had worked with Miles Davis and Ornette Coleman), who became genuinely interested in the compositions by the duo. The CD Kids of Brazil (1996) had Hermeto Pascoal as arranger, who won the Prêmio Sharp as best arranger with that work. The complex arrangements by Pascoal forced the duo to research new and unusual tunings, for Pascoal wrote notes that didn't exist in standard tunings. The duo followed by performing in Brazil and abroad (at the Summerstage, in New York, NY, and at the Jazz à Vienne in Lyon, France).

Alvaro Neder - extracted from All Music Guide
For more info, visit Duofel's site

6 comentários:

pedrita disse...

eu adoro o duofel. ótimo blog. beijos, pedrita

mvcosta disse...

Pedrita,
Valeu pela presença.
bjs,
mvcosta

mvcosta disse...

Fernando Melo: violão nylon, 12 cordas e "zig-zum"
Luiz Bueno: violão nylon
Oswaldinho do Acordeon: acordeon [faixa 9]
Duda Neves: programação eletrônica (Yamaha QY10 / Roland R5) [faixas 2 e 13]
Edu Helou: teclados (Roland D50 / Korg M1R / M3r) [faixas 1, 2 e 14]

arranjos: Duofel e convidados nas músicas 1, 2, 9, 13 e 14.
direção musical: Zuza Homem de Melo e Duofel

produzido por Duofel

Caio disse...

po parabens pelo blog, da uma ollhada no site do Duofel que eles vão toca no auditório ibirapuera dia 11 e12 de abril, bem legal com a orquestra sinfonica da usp, bem legal mesmo
abraços e parabens novamente

Anônimo disse...

pessoal do br-instrumental, vocês por acaso teriam alguma informação sobre o zig-zum, utilizado pelo duo?
pesquisei em todos os lugares possíveis, inclusive recebi um e-mail do próprio luiz bueno e no final das contas, o que sei, é só que este é feito de madeira, quanto mais resistente, melhor, no caso do duo, é o jacarandá, que ele tem a forma de uma espátula(nao sei que tipo de espátula)menos pontuda e que deve ser untado com breu. Qqr informação a mais ajuda. Agradeço desde já.(meu email p contato é vtrmrx@hotmail.com)

Vítor Marques, DF

Anônimo disse...

eu amo Duofel, moro no Ceará e estou passando um dias em são paulo, vc pode por favor passar a agenda deles de shous para assisti~los Dora Bernardo

Clicky Web Analytics