15 março 2006

Alessandro Penezzi - Abismo de Rosas (2001)

Este disco foi retirado do blog a pedido do artista, que me informou que o disco ainda está em catálogo e é vendido a preço promocional. Para comprar esse disco e outros do Alessandro Penezzi, mande um e-mail para alessandropenezzi@gmail.com.

This CD was removed by request of the artist, who has told me that it's still available and is being sold at a promotional price. To buy this and other Alessandro's CDs, send an e-mail to alessandropenezzi@gmail.com. Please, support the artist and Brazilian instrumental music.

........................................................

Violonista. Multiinstrumentista estudou violão, violão tenor, violão de sete cordas, cavaquinho, bandolim, flauta transversal, pandeiro e percussão.

Iniciou os estudos musicais aos sete anos e aos 13 anos já tocava profissionalmente.

Estudou com Ulisses Rocha, Carlos Coimbra (Piracicaba), Jair T. de Paula (Tatuí), Sérgio Belluco (Piracicaba), João Dias Carrasqueira (SP) e Marquito. Formou-se em violão erudito em 1997 na Unicamp, onde também ministrou cursos de extensão de cavaquinho e violão.

Alessandro Penezzi - foto: José Rubens MolderoIntegrou, ao lado de ao lado de Aleh Ferreira (bandolim) e Júlio Cerezo Ortiz (violoncelo), o Trio Quintessência, com o qual foi semifinalista do "IV Prêmio MPB-VISA Eldorado" na categoria "Edição Instrumental" no ano de 2001. Ainda fazendo parte do trio, apresentou-se nos Estados Unidos, Rússia e em Angola. Junto ao trio realizou, como solista e arranjador, concertos a convite da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo.

No ano de 2001 lançou o CD "Abismo de rosas", primeiro CD solo, também lançado pelo Selo Allegreto, no qual interpretou classicos como "Brasileirinho" (Waldir Azevedo), "O vôo da mosca" (Jacob do Bandolim), "Primeiro amor" (Patápio Silva) e "Valsa seresta n. 1", de Sérgio Belluco, e composições próprias como "Vida de atriz", "Choro pra criança" e "Rosita".

Em 2002, integrando o Trio Quintessência, lançou o CD "A quintessência da música", também pelo Selo Allegreto.

Também atuou como solista da Orquestra Filarmônica de São Bernardo. Participou de concertos realizados na Sicilia, Itália e participou de concertos realizados na Sicilia, Itália.

Como instrumentista trabalhou e apresentou-se com vários artistas, entre eles Carlos Poyares, Noite Ilustrada, Silvio Caldas, Yamandú Costa, Beth Carvalho, Pedro Amorim, Maurício Carrilho, Época de Ouro, Arismar do Espírito Santo, Joel Nascimento, Hamilton de Holanda, Toninho Ferragutti, Caio Marcio, Wilson das Neves, Francisco Petrônio, Dona Ivonne Lara, Rodrigo Y Castro, Délcio Carvalho, Xangô da Mangueira, Luis Carlos da Vila, Wilson Moreira, entre outros.

No ano de 2004 obteve o 2º lugar no "Festival Curitiba no Choro" integrando o grupo Choro Rasgado. Neste mesmo ano classificou-se em 3º lugar no "Terceiro Prêmio Nabor Pires de Camargo" e foi um dos 12 semifinalistas do "7º Prêmio Visa de Música Brasileira", edição instrumental, deste mesmo ano.

Texto extraído do Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira
[www.dicionariompb.com.br]


5 comentários:

mvcosta disse...

Alessandro Penezzi - "Abismo de Rosas - E Outros Solos de Violão" (2001 - Allegretto)

1. Brasileirinho
(Pereira da Costa - Waldir Azevedo)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base, violão 7 cordas, ganzá, pandeiro, tamborim, rebolo, cavaquinho (base), bandolim (base)
Adenilson Teixeira (Nisso): repinique, malacaxeta, surdo de corte, surdo contra, tamborins
Arranjo: Alessandro Penezzi

2. Marcha Dos Marinheiros
(Américo Jacomino [Canhoto])
Alessandro Penezzi: Violão
Arranjo: Alessandro Penezzi

3. Abismo De Rosas
(Américo Jacomino [Canhoto])
Alessandro Penezzi: Violão
Arranjo: Alessandro Penezzi

4. Assanhado
(Jacob do Bandolim)
Alessandro Penezzi: Violão
Arranjo: Alessandro Penezzi

5. Descendo A Serra
(Pixinguinha - Benedito Lacerda)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base, violão 7 cordas, ganzá, tamborim, cavaquinho
Arranjo: Alessandro Penezzi

6. O Vôo Da Mosca
(Jacob do Bandolim)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base, violão 7 cordas
Arranjo: Alessandro Penezzi

7. Vou Vivendo
(Benedito Lacerda - Pixinguinha)
Alessandro Penezzi: Violão
Arranjo: Alessandro Penezzi

8. Picadinho À Baiana
(Luperce Miranda)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base, violão 7 cordas, pandeiro
Aleh Ferreira: bandolim solo
Arranjo: Alessandro Penezzi

9. Rosita
(Alessandro Penezzi)
Alessandro Penezzi: violão solo, violões base
Ulisses Rocha: violão elétrico
Vagner Silva (Vagnão): bongô e ganzá
Arranjo: Alessandro Penezzi

10. Desvairada
(Aníbal Augusto Sardinha [Garoto])
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base, violão 7 cordas
Arranjo: Alessandro Penezzi

11. Primeiro Amor
(Patápio Silva)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base, violão 7 cordas
Arranjo: Alessandro Penezzi

12. Influências
(Alessandro Penezzi)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base
Hércules Gomes: sanfone
Arranjo: Hércules Gomes

13. Mistura E Manda
(Nelson Alves)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base, violão 7 cordas, cavaquinho, pandeiro
Arranjo: Alessandro Penezzi

14. Valsa Seresta Nº 1
(Sérgio Belluco)
Alessandro Penezzi: violão solo
Garcia: fagota
Arranjo: Sérgio Belluco

15. Vida De Atriz
(Alessandro Penezzi)
Alessandro Penezzi: violão solo, violão base
Hércules Gomes: sanfone
Arranjo: Hércules Gomes

16. Choro Pra Criança
(Alessandro Penezzi)
Alessandro Penezzi: violão base, violão 7 cordas, cavaquinho, bandolim (solo), pandeiro
Eduardo Helene: flauta
Anderson (Esparadrapo): clarineta e sax soprano
Marco Abreu: clarineta
Ely: trompete
Garcia: fagote
Arranjo: Alessandro Penezzi

Zé Carlos disse...

Alessandro Penezzi é um dos mais brilhantes violonistas desta geração. Recomendo seu último disco, com músicas autorais e de outros nomes. Parabéns pela postagem!
Abraços
Zé Carlos

Fabricio Marques disse...

Concordo com você Zé Carlos, o Cara sabe o que fazer com o violino, aquele trabalho dele com a roda de choro é emocionante, falando nisso tem musica e cinema no auditorio ibirapuera dias 7,8 e9 de dezembro logico que quem vai ta la arrebentando no violino é o Alessandro Penezzi e outros, depois vai te o filme Brasileirinho que é um documentario muito interasante sobre choro, se vocês quiserem da uma olhada eu vo deixar o link porque vale a pena
Abraços

www.auditorioibirapuera.com.br

Fabricio Marques disse...

hehe desculpa pelo Violino não sei da onde tirei isso, é tanta coisa na minha cabeça, ma enfin o cara toca muito VIOLÃO HAHAH
abraços

Ricardo disse...

Violino é ruim mesmo em
hahahahaha !
mas to de acordo, toca muito,aquele trabalho dele com o Laércio de freitas relembrando bons momentos de JAcob do Bandolin fico maravilhoso, eles vão tocar nesse auditório ibirapuera dia 29/02 e 01/03 mas como eu nem sou de são paulo não vou!
mas espero que essa seja uma boa dica pra você
hahaha
Abraços

Clicky Web Analytics